terça-feira, 30 de junho de 2009

O Porto e o erro de Elisa:

A sondagem do Jornal de Notícias (JN, RTP, DN e TSF) para a Câmara do Porto não deixa grande margem para dúvidas.

A vitória de Rui Rio é clara e esmagadora. Desta forma, Rio avança para um último mandato com uma clara maioria absoluta podendo, se esse for o seu desejo, preparar o caminho para o sucessor. Algo que costuma dar asneira, mas essa é outra conversa.
A candidata do Partido Socialista, Elisa Ferreira, cometeu um erro crasso e pelo qual está a pagar bem caro. O Porto e os Portuenses não gostam de ser segunda escolha. Já provaram no passado, com Fernando Gomes, que não perdoam este tipo de tácticas. Eu pensava que o PS do Porto tinha aprendido a lição mas verifico, ao assistir à repetição do erro, que não aprenderam nada. O que, sinceramente, lamento profundamente. O Porto precisa de uma alternativa forte que obrigue a pensar a cidade. Uma outra cidade.

Adaptando uma afirmação que ouvi recentemente a um padre, o Porto pode ser pensado de duas formas distintas: ou acreditamos num Porto grande ou preferimos um Porto pequeno. Tal como ele, eu prefiro a primeira hipótese.

1 comentário:

Sara disse...

Demasiado previsível e mais uma bofetada num PS que parece um bocado estúpido. Tenho gostado de ver Rio na câmara.