domingo, 15 de fevereiro de 2009

RTP no seu melhor...


A RTP estava a transmitir o jogo F.C.Porto-Rio Ave. Ao minuto 85 o Porto marcou o seu segundo golo e o resultado passou a ser 2-1. Ao minuto 88, mais coisa menos coisa, o meu televisor ficou negro como a noite. A seguir, entrou publicidade. Mais tarde começou o telejornal. Após mais de 15 minutos de telejornal, João Adelino Faria informa o resultado do jogo e pede desculpas pelo problema técnico que impediu o visionamento do final da partida.


Um quarto de hora depois!!!


Sabem uma coisa, a culpa é nossa. A falta de respeito com que somos tratados é culpa nossa. Nossa por não termos força suficiente, nem dirigentes com tomates, para entregar os direitos televisivos dos jogos do nosso clube ao Porto Canal. Culpa por não termos uma verdadeira rádio metropolitana que não nos obrigue a ouvir, todas as manhãs, um relambório de 5 minutos sobre o trânsito em Lisboa e um mísero minuto sobre a VCI, esquecendo que o Grande Porto é bem mais que a VCI e a Avenida AEP. Culpa por não termos o velho JN (para nem lembrar o velhinho Comércio ou o defunto Janeiro) orgulhosamente nosso e não esta salada de frutas que quer abraçar tudo e todos, não ganhando quota em Lisboa e perdendo-a a Norte.

A culpa desta tirania mediática lisboeta é nossa. Só nossa.

10 comentários:

Aurélio Estorninho disse...

como eu o entendo FMS!!

AGG disse...

Rádio Nova.

Anónimo disse...

Rádio Nova. É fazer pressão (ouvir mais) para ganhar "massa critica..."

Anónimo disse...

Venderam os direitos ao "Oliveirinha", e depois queixam-se.

Anónimo disse...

Já agora, diga a verdade toda:

E enquanto o televisor estava preto e a gente não via, o FCP meteu mais um golo em fora de jogo...

Toni disse...

Até os meios técnicos da RTP percebem que aqui é um roubo de sacristia.
Foi um protesto pelo constante roubo que ali é feito todas as semanas.

Anónimo disse...

não se trata de uma dualidade lisboa/porto mas sim de uma empresa estatal que não tem nenhuma penalização pela incompetência. este sábado estava a ver um filme na rtp memória, a meio do filme resolvem fazer um intervalo publicitário à Rtp1 (daqueles com 10 minutos. Após o intervalo o filme recomeça do inicio e não do ponto onde tinha ficado. passados uns dez minutos de filme param e volta ao intervalo durante mais uns cinco/dez minutos. após esse intervalo o filme retoma onde tinha ficado da primeira vez. sem nenhuma justificação...
bruno de lisboa

Antonio Almeida Felizes disse...

Foi, realmente, vergonhosa a maneira como a RTP tratou esta situação.

Cumprimentos
.
Regionalização
.

Aurélio Estorninho disse...

porque será que aqui a norte nos sentimos sempre lesados com tudo que é instituição publica???

FMSá disse...

Meus caros, o problema não está na falha técnica, isso pode acontecer a qualquer um. O problema é a falta de respeito.
Hoje dizia-me um benfiquista: "Se fosse connosco era abertura de telejornal". Pois era. Não tenho dúvidas.
É uma questão de respeito. A mesma que impede a percepção que o problema do trânsito na Ribeira das Naus não é abertura de telejornal nem de tal folclore.
Uma questão de respeito e de dimensão do real.